junho 15, 2013

ESPECIAL: Se Apaixonando por Paris


Pois é, não demorou muito para o cenário mudar e eu me apaixonar. Para o Trends o cenário está incrível! homens belos, mas acima de tudo homens bem vestidos em motos, bicicletas, a pé e de carro, no metrô, nos restaurantes e em tudo quanto é canto. Blazers fazem parte do guarda-roupa dos franceses de qualquer idade. Um povo que não teme tendências e se diverte com a moda. Os homens, porque as mocinhas nem tanto. 

Até nossos hermanos argentinos, conhecidos por serem também estilosos, estão dando o braço a torcer: "Os homens aqui são muito estilosos. Eu vi um cara na rua com uma calça preta, sapatos pretos e uma meia amarela!". Pra vocês verem que é de chamar a atenção mesmo. Não a meia que está na moda e sempre comento no Trends, mas o quanto os caras arriscam naturalmente.


CAMINHE
Hoje fiz o que parece ser a melhor coisa da cidade: caminhar sem destino e se surpreender. Paris é bela, prédios antigos, mas muito bem cuidados, dá vontade de morar em cada um deles. Montmartre é onde estou e nesta parte do bairro (um pouco afastada do Moulin Rouge e pertinho da estação de metrô Anvers) há muita agitação, gente jovem e uma atmosfera muito local. Pessoas da cidade caminhando, tomando café, almoçando e vivendo a vida. Uma delícia de ver, sentir, ouvir (apesar de todo o mal humor dos queridos né?). 

Sugiro sair andando e depois de um tempo abandonar o mapa. Demorei umas 2 horas porque fui parando em vários lugares, mas deveria chegar em meia hora ao Pompidou, como me deixei levar eu acabei não entrando lá e fiquei passeando a pé. Parei para almoçar onde deu na telha (a essa altura já sem mapa) e quando percebi estava no Rio Sena. A melhor coisa que fiz foi andar à beira dele. O dia ensolarado e frio colaborou para a atmosfera perfeita. 

Nessa região de Montmartre existe uma infinidade de restaurantes, cafés e atrações para ver. Os preços de almoço giram em torno de 15 Euros (entrada, prato principal e bebida). Caro, mas nem tanto.


LOJAS
Comprar roupa em Paris ainda não me pareceu bom negócio. A Zara é um pouco mais barata que a do Brasil, mas não há muitas coisas diferentes. Talvez o melhor seja prestigiar a moda local. descobrir marcas daqui e se aventurar. A GAP tem umas coisas bem legais, especialmente calças e bermudas coloridas e meias estampadas e listradas. O preço da GAP é bom, mas não é baratíssimo como a H&M. GAP e ZARA têm a mesma linha de preços. 

Mas se você está bem na fita, produtos interessantes não vão faltar. Tirando o preço não tenho do que reclamar. Há de tudo e muita coisa bacana. 

Minha sugestão é que não saia desesperado comprando as primeiras coisas que te encantarem. Com o tempo vamos ficando mais rigorosos e a tendência é fazer melhores compras. Absorva o que vê, inclusive o estilo local, há muito o que se aprender com os homens daqui. Confiantes ao extremo no que diz respeito a estilo.


HUMOR PARISIENSE
Apesar de estarem tentando mais, os franceses ainda atendem mal. Hoje fui a um café tomar vinho e não foi legal. No almoço, o lugar parece receber muito turista (até pela localização) e havia até cardápio em português. Mas sinto uma falta de paciência deles para explicar os pratos, e acima disso uma carinha amarrada natural. Não sei de onde vem, mas só sei que não é das melhores. Até mesmo os que conhecemos na rua e acabamos batendo papo.

Outra coisa é que estão sempre preocupados com o quanto dinheiro vamos gastar. Toda vez que comento do meu roteiro me dizem para ter cuidado, se eu pesquisei os preços, que a Escandinávia é muito cara e eles nunca vão pra lá por conta dos preços altíssimos. Acho que eles nunca olharam muito para se informar né?


VIDA NOTURNA
O melhor de Paris - de acordo com os turistas - é a vida diurna. Os bares fecham cedo, por volta de 1 ou 2 da manhã, e o ,elhor mesmo é curtir o dia na cidade. Eles t~em o costume de fazer uma saída caprichada no fim do dia (e no verão ainda é dia até as 10 da noite). Começam por volta das 5, 6 horas aparentemente e ficam até umas 11 horas, meia-noite. Vou investigar melhor essa cena - período de adaptação ainda - e conto mais pra vocês sobre os hábitos dos locais. Já venha sabendo que a turma fuma muito e não tem como fugir da fumaça ok?

Particularmente eu gostei muito desse estilo de vida e de saída meio happy hour que se estende. Ficam bêbados e animadinhos que só eles. Mas durante o dia...

Bom, Paris é realmente linda e já estou recomendando. Com qualquer que seja o humor, mas de preferência com frio e sol.
Até!

Postar um comentário